Ajude o seu filho a escolher a carreira

Filhos
“O que você vai ser quando crescer?” Essa é a pergunta que todas as crianças e adolescentes já ouviram de alguém pelo menos uma vez na vida. Conforme a saída da escola vai se aproximando, a cobrança dos pais, da sociedade e do próprio adolescente vai aumentando. Para piorar a situação, há escolas que treinam os jovens para serem gênios, entrar na melhor faculdade do país e fazer os cursos de maior tradição e renome, sem se importar muito com a preferência, os sonhos e o perfil psicológico dos alunos.
Em meio a esse turbilhão de cobranças, que conta ainda com a revolução dos hormonios para tornar as coisas mais incompreensíveis, muitos adolescentes se confundem de vez com relação ao seu futuro e podem vir a desenvolver um quadro de depressão, síndrome do pânico e até tentativas de suicidio.
Portanto, convém prestar mais atenção aos jovens que estejam passando por essa fase da vida e ao invés de bombardea-los com mais cobranças, comparações com pais e familiares e punições caso eles não entrem em nenhuma universidade, oferecer auxilio e mostrar compreensão com relação aos seus dramas e dilemas que são realmente reais.
Também é indicado encaminhar o jovem à orientação vocacional, pois com alguns instrumentos e a orientação de um profissional ele poderá adquirir maior segurança pessoal com relação a sua escolha. A grafologia por exemplo analisa através da escrita a personalidade da pessoa e identifica para qual área o perfil dela é mais indicado.
Para os casos de ansiedade, excesso de cobrança, pensamentos negativos e síndrome do pânico entre outros, o tratamento com os florais tem se tornado eficaz, uma vez que ele tem como função re-equilibrar as emoções da pessoa, superar traumas e evitar o estresse diante de situações de pressão.